Skip to content

Série “Ensinando os Pequeninos” – Parte I: de 0 a 3 anos

08/07/2010

Do nascimento até os 3 anos de vida, a criança passa por um processo de desenvolvimento em todos os níveis: físico, emocional, motor, de fala, etc. Por isso os conceitos sobre Deus, sobre amor, sobre Jesus, já devem ser introduzidos nessa fase. É um algo muito errado pensar que crianças dessa faixa etária (principalmente de 0 a 1 ano) devem ficar somente em berçários com as mães, durante o culto.  Nessa idade, a criança ainda não pode compreender com profundidade conceitos como o de salvação, mas a terra deve ser preparada para que a semente venha e seja germinada.

Como ela aprende?

O processo do desenvolvimento da inteligência é chamado, por Piaget, de estágios do desenvolvimento cognitivo. O ser humano passa por quatro estágios: sensório-motor (0-2 anos), pré-operacional (2-6 anos), operacional concreto (7-11 anos) e operacional formal (a partir dos 11/12 anos).  No sensório-motor, o bebê demonstra inteligência, desejo, através dos movimentos, e é capaz de perceber a realidade (tudo que o cerca) por meio de órgãos dos sentidos. O bebê se comunica então, não através da fala, mas dos movimentos. Tudo que ele vê, ouve e sente fica em sua mente, por isso é essencial fazê-lo ouvir de Deus já nessa idade.

Como devem ser os educadores de bebês?

A principal característica do educador é cuidar ensinando e ensinar cuidando. Esse educador também visa estabelecer um relacionamento com os pais para acompanhar o desenvolvimento do bebê; isso pode ser feito através de visitas, de reuniões ou de cartas aos pais. Na minha igreja, os professores sempre faziam uma reunião com os pais assim que entrava uma criança nova na sala, para explicar as regras e os tipos de lições que as crianças iam fazer (não nesse caso dos bebês). É importante estabelecer regras com os pais, principalmente nessa idade. As mães sentem que precisam ficar com os bebês DENTRO do berçário, o que atrapalha muito o trabalho dos professores, principalmente se a sala for pequena. Diga às mamães que quando os bebês precisarem mamar ou coisas do tipo, que você as chamará no culto. Caso contrário, diga que elas podem assistir ao culto despreocupadas, que você cuidará das necessidades do bebê (esteja preparado para trocar fraldas, fazer mamadeiras [se necessário, geralmente as mães trazem prontas], ninar, e etc. Essas atividades também são responsabilidades suas enquanto o bebê estiver em sua sala).

É importante que um mesmo educador (ou time de educadores) permaneça com a mesma sala durante, no mínimo, 6 meses, para que os bebês já os reconheçam e sintam-se seguros com eles.

Uma dica é que vocês se vistam sempre confortavelmente (aliás, para dar aula para qualquer idade). Evite saltos altos, calças sociais, ternos, etc, mesmo que o culto seja à noite. Sapatos baixos e cabelos presos são indispensáveis (lembre-se que bebês gostam de pegar coisas e puxá-las, por isso, evite brincos grandes, colares e cabelos soltos).

Quais os principais cuidados que o bebê necessita?

Fisicamente, ele precisará ser alimentado, e provavelmente você terá que trocar fraldas, dar remédios e coisas do tipo. Não se esqueça de perguntar às mamães o que o bebê precisa, e peça que ela te dê aquelas bolsas onde carregam os objetos do bebê, pra você manter dentro da sala. Emocionalmente, o bebê precisa se sentir protegido e amado, receber atenção através de conversas, cânticos, ouvir o nome dele, etc. Espiritualmente, o bebê precisa da salvação que há em Cristo Jesus (“Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus Rm. 3.23), e é papel do professor começar a ensiná-lo sobre isso, ainda que seja através de cânticos.

O Ambiente


A sala do berçário deve ser um lugar claro, arejado, com berços e trocadores. De preferência, as paredes devem ser pintadas de cores claras, que transmitam calma aos bebês. Se possível, o chão deve ser revestido com algum material (pode ser um tapete como o da foto no início do Post ou esse circular dessa foto) para que os bebês não tenham contato direto com o chão (que pode ter sujeiras e é muito frio) enquanto brincam. Mantenha os brinquedos em caixas, e fora do alcance dos bebês. É aconselhável, também, que haja uma pia para que os professores mantenham suas mãos sempre limpas (e porque acidentes acontecem MUITO nessa idade, rs).

Material

Vou colocar aqui pra vocês dois materiais que eu já usei. Existem várias editoras cristãs que produzem materiais para crianças, mas como eu nunca usei, prefiro não falar. Esses eu usei e posso dizer que são muito bons, cheios de figuras e bem coloridos. Ambos vêm com um livro para os professores. A única diferença é que o da SOCEP vem com figuras + atividades manuais e o da Cristã Evangélica não tem atividades manuais, só o livro do professor e as figuras (para recortar e contar a aula).

“Deus criou os animais”, Editora SOCEP; “Deus me ama”, Editora Cristã Evangélica (site em manutenção)

Momentos da aula

Aconselho que a aula seja dividida em três partes (você precisa adaptar sua aula de acordo com o tempo que lhe é dado. Se você for ficar com eles somente durante as pregações, deve ter em torno de uns 40 min./1 hora. Se for durante a EBD, deve ser entre 1hr/1h30min).

Durante a chegada dos bebês, mantenha sempre um brinquedo à mão, para “convencê-los” a separarem-se das mães e ficarem no berçário. Distraia-os com os brinquedos um tempo e depois os coloquem sentadinhos no tapete (os que estiverem dormindo NÃO DEVEM SER ACORDADOS [estou dizendo por que tive uma experiência certa vez em que acordaram os bebês para as atividades e eles ficaram manhosos e irritados a aula toda]. Deixe-os dormindo no bercinho e quando acordarem junte-os aos outros nas atividades). Saiba que nessa idade, você não conseguirá fazer com que eles fiquem parados para ouvir histórias ou cantar. Por isso, deixe que eles brinquem o tempo todo, e durante os momentos todos (enquanto brincam, mamam, são trocados, ninados, etc.) cante sempre corinhos, ore, conte uma história breve. Eles estão absorvendo tudo, não se engane pensando que eles não vão entender nada.

Nunca deixe qualquer bebê sozinho! Por isso, é necessário mais de um educador nessa faixa etária (aliás, acho que o essencial é sempre ter mais de um educador por sala), para que nenhum bebê tenha falta de atenção.

Na hora da despedida, entregue o bebê aos pais e relate tudo o que aconteceu isso demonstrará que a criança foi bem cuidada.

Lembrem-se sempre que nessa idade, o que eles mais precisam é de atenção e cuidado. Por isso, descubra maneiras de introduzir a Palavra de Deus enquanto faz as atividades que um bebê necessita.

Quaisquer dúvidas perguntem nos comentários.

No amor de Cristo,

Francine Veríssimo

P.S.: Eu percebi que os posts dessa série ficarão bem grandes. Mas, estou procurando colocar todas as informações possíveis, para que seja melhor pra vocês.

Créditos: ajuda no texto – Material da Editora Cristã Evangélica; imagens – 1 e 2


About these ads
10 Comentários leave one →
  1. 10/07/2010 11:52

    Fran…

    Você conseguiu reunir em simples palavras os principais aspectos a serem observados no ensino de crianças de 0 a 2 anos. Parabéns, você tem um olhar de pedagogo muito aguçado!

    A visita aos pais dos alunos é extremamente necessária para educá-los, também. Ninguém nasce sabendo ser pai ou mãe, eles precisam ser orientados em como usar o ensino dado às crianças na igreja, em casa.

    É importante, também, que os professores agendes visitas às crianças. Elas precisam sentir-se parte inserida do processo e saibam ser reconhecidas enquanto seres humanos carentes, inclusive, de visitas espirituais.

    No amor de Jesus,
    Anninha

  2. 28/08/2010 10:03

    Nossa, amei o post *-*’
    Dou aulas para crianças de 0 a 6 anos lá na igreja e muitas pessoas pensam assim mesmo sobre o aprendizado delas dentro dos princípios bíblicos.
    E outra que trabalhar com crianças, ainda mais na igreja, é ótimo né?! hah ♥

    beijo, fique com Deus <3

  3. mirian bispo dos santos permalink
    27/01/2011 21:11

    amei o material,ensino crianças de 0a5 anos na EBD e me preocupo em como ensi na-las.Deus abençõe.

  4. Bruna Cordeiro permalink
    15/02/2011 11:17

    Francine…
    Seu trabalho me abençoou muito!!!! Que Deus continue te fortificando e te abençoando grandiosamente para que você possa continuar abençoando nossas vidas!!!!
    Muito obrigada!!!!

  5. suzane permalink
    10/07/2011 15:38

    suzane .
    amei! jesus continue abençoando o seu ministerio fica com Deus.

  6. Raquel Mayra permalink
    07/06/2012 21:15

    Parabéns! A maioria das pessoas acham que os bebês não entendem nada e acabam, simplesmente, passando o tempo. Amei a forma como você escreveu. Que Deus continue a lhe abençoar, abundantemente. Raquel Mayra

  7. Marly Cardoso permalink
    04/07/2012 17:49

    Francine…
    Voce já escreveu a parte 2 ou 3 ? A PARTE 1 ESTÁ ÓTIMA. !
    Abraços

    MARLY

  8. Laryssa de avis Almeida permalink
    19/05/2013 11:17

    Oii meninas, sou educadora no berçario, e gostaria muito de saber como posso lidar com uma criança de apenas 1 ano e alguns meses, essa criança não larga da mãe ja teve varias vezes que a mãe dele foi para a salinha com ele junto, e é muito dificil ele ficar sozinho com a gente lá no breçario, eu sempre estou tentando levar ele sem a mãe dele mas ele não fica ele chora e muito, ele bate nos coleguinhas e fica bastante irritado, oque prejudicamuito as outras crianças, e tem vez que essa mãe desce sozinha com ele… e quando ela fica com ele lá, ele não participa de nada .. e então é bem dificil eu conseguir dar a aula. Eu gostaria de saber a opnião de vocês, oque eu devo fazer ? já tentei mas ele não vem comigo teve apenas uma vez que eu consegui ficar com ele.. então depois disso nunca mais, e eu não me sinto bem levando as outras crianças e ele ficando la em cima com a mãe dele, por favor me ajudem !!
    Ah, e eu gostei muito das dicas, pode ter certeza que eu irei pratica-las !!! Parabéns meninas pelo o trabalho de vocês, Deus abençõe vocês grandimente ! beijos e abraços
    -Tia Laryssa :)

    • 19/05/2013 11:25

      Oi Laryssa!

      Bom, essa situação da criança que não consegue se desprender da mãe é sempre complicada, especialmente porque é uma criança tão novinha, que não vai entender caso tentemos um diálogo. Eu mesma era essa criança, quando pequena. Se me separassem da minha mãe eu já começava a gritar, rs. A única situação que conseguia mudar esse cenário pra mim era quando eu me sentia SEGURA em algum lugar, sem minha mãe. Eu imagino que você seja uma professora preocupada, já que veio até nos pedir ajuda. Então, creio que você já tem feito isso, mas procure reforçar: mostre a esse aluno que você o ama e se preocupa com ele e com o bem-estar dele. Faça, a cada dia, com que ele se sinta seguro com você e seus alunos, no ambiente de sua sala. Talvez você precisa decorar com mais figuras coloridas a sala, pra manter a atenção e interesse da criança em estar ali. Brinque com ele e interaja com ele fora do ambiente da sua sala, durante os cultos os outras atividades da igreja. Construa uma relação com essa criança.
      Enquanto vai construindo essa segurança, deixe que a mãe fique na sala, mas peça a ela que compreenda que a criança precisa, aos pouquinhos, se distanciar. Então, deixe que ela fique, mas vá gradativamente tirando: primeiro a criança fica no colo da mãe, depois fica no seu colo, depois no chão com as outras, no começo a mãe fica durante a aula toda, depois só até metade, depois só no comecinho… E por aí vai.
      Não sei se isso vai te ajudar 100%, mas espero que seja um começo.
      Um grande beijo! Permaneça fazendo esse bom trabalho para o Senhor, sabendo que Nele seu esforço não é vão (1 Coríntios 15:58).
      Francine

Todos os comentários são bem vindos. Gosto muito de ler sua opinião, pedido de oração, testemunho, sugestão. Responderei o mais rápido possível. Com amor, Fran.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 135 outros seguidores